Berlim! Parte 2

•Agosto 19, 2010 • Deixe um Comentário

Continuando o post anterior…

Visitamos os principais pontos turísticos da cidade, como O muro de Berlin (original e o grafitado), o lugar onde era o Bunker de Hitler, Portão de Brandemburgo, Monumento em homenagem ao holocausto, Check point charlie, Alexander Plats, Parlamento alemão, o hotel que o Michael jackson “quase jogou o filho pela janela”, e o museu Madame tussauds.

Como já disse a cidade é muito barata, principalmente no que diz respeito a comida ( quando comparado com cidades como dublin), e além disso, a cozinha alemã é ótima, com cerca de 21 euros, vc come muito bem durante o dia inteiro ( 3 refeições).

Uma dica bacana para fazer no primeiro dia é o free walking tour, pois com eles vc conhece os principais pontos da cidade, um pouco de sua história, e além disso o faz ” de graça” ( claro que é legal deixar uma gorjeta pro guia), após o tour retornamos para casa bem cansados, jantamos e fomos dormir. Berlin é uma cidade “24 horas”, se tu gosta de noite, lá é um dos melhores lugares do mundo para isso, ouvi no hostel que a melhor balada do mundo fica na cidade.

No último dia, as meninas quiseram ir no Museu de cera Madame tussauds, cheio de bonecos de celebridades que em sua maioria se assemelham muito com seus “donos”, como o caso do Jony Depp e Will Smith, outros nem tanto como o Ayrton Senna ( estava mais para Alain Prost). No final achei que valeu bastante a pena visitar o museu ( apesar que muito dizem que o de Londres é bem melhor), o preço da entrada foi de 20 euros, nada muito salgado quando comparado as 25 pounds de Londres…

Acho que falei o mais importante, ai vão mais fotos…

Anúncios

Berlim! Parte 1

•Agosto 13, 2010 • Deixe um Comentário

Dentro as cidades do roteiro era a que menos me causava ansiedade, provavelmente pq quando vc está lendo algo sobre viagens pela europa, dificilmente Berlim ocupa uma posição de preferidas da galera, o que eu considero muito injusto. É fato que a cidade não chega aos pés de Edimburgo por exemplo quando o assunto é beleza, porém desse meu último roteiro Berlim foi a cidade que mais me surpreendeu, e agora vou falar o pq.

Uma das coisas que vc mais escuta sobre os alemães é o quanto eles são frios, algo que depois de conhecer a cidade e alguns de seus moradores discordo totalmente, logo quando cheguei provavelmente pela minha cara de perdido veio um alemão me oferecer ajuda para chegar ao metrô ( e eu não pedi). chegando no metro ( detalhe não tem catraca) abri um mapa e depois de 2 minutos veio um senhor também me oferecendo ajuda ( nesse caso meio inútil pq ele não falava quase nada de inglês e eu absolutamente nada de alemão). Chegando no Hostel, outra grata surpresa, o lugar parecia um hotel 5 estrelas e não um albergue, o staff era super atencioso e o lugar era a exata definição de limpeza. Aliás seu vc for pra Berlin, recomendo que fique no Gran Hostel, barato bem localizado e limpo.

Com a junção da Berlin socialista com a capitalista, era de se imaginar que depois de algumas décadas a cidade seria consumida pelo exagero e toda aquela “arrogância” que tanto conhecemos do sistema capitalista, porém não é este o caso, a cidade conseguiu na minha opinião juntar o melhor dos dois lados, o progresso capitalista, com o sentimento de igualdade e justiça a todos do lado socialista, ou seja o que se vê é uma cidade rica e onde todos tem os mesmos direitos na prática, passando um sentimento de justiça muito forte, isso claro na minha opinião. Ja li coisas muito diferentes sobre Berlin.

Li em uma revista algo que definiu a cidade corretamente, ” uma cidade moderna e rica, com preços dos anos 90″.

ps: Ai vão algumas fotos… e continuo o post depois

Edimburgo-Escócia!

•Agosto 10, 2010 • Deixe um Comentário

Depois de uma semana de férias e viagem a três países, chega a hora de postar no blog os relatos, começando pela cidade que de foi eleita por nós (eu minha mãe e a babi) como sendo a mais bonita visualmente falando.

A viagem vindo de Dublin é bem rápida de avião ( cerca de 40 minutos), e a chegada no aeroporto não impressiona muito, me lembrou muito a Irlanda quando cheguei. O ponto alto da chegada é quando vc chega na avenida onde se pode ver pela primeira vez o Castelo de Edimburgo ( que é uma das construções mais impressionantes que eu ja vi) e toda a área da chamada cidade velha.

Nós ficamos no Castle Rock Hostel, muito bom o lugar, bem localizado e limpo, o nosso quarto tinha um visual para o castelo e o staff do lugar era bem atencioso.

Como chegamos muito cansados, dedicamos o primeiro dia a apenas um pequeno tour pela cidade e algumas fotos, logo quando chegamos reservamos para outro dia um tour pelas highlinds e pelo lago ness ( recomendo que não façam isso pois pagamos 35 pounds pelo tour cada um, porém descobrimos que existe o mesmo tour de graça, o chamada free tour, claro que não é exatamente de graça, pois é sempre bom deixar uma gorjeta pro guia que geralmente é melhor do que os que fazem pagos, pois ele depende de uma boa avaliação dos clientes para conseguir um bom dinheiro). Esse free tour vc encontra na Royal Mile, é só andar por lá e se informar que vc encontra. Se eu não me engano eles ficam com uma jaqueta laranja.

Conhecer o lago Ness era um sonho de infância, porém admito que não me impressionou muito, pois apesar da região ser muito bonita, o guia turistico era muito chato e a viagem extremamente cansativa. Por isso recomendo o free tour ou se estiverem como nós, vale a pena alugar um carro e fazer o passeio por sua conta.

Voltando para Edimburgo, visitamos outros pontos turisticos, como o mirante que nos proporciona um visual bem bacana da cidade.

Vamos aos números:

gastamos em média 22 pound por dia de acomodação por pessoa, e quando comemos fora gastamos mais ou menos 20 pounds por dia. Porém no ultimo dia resolvemos fazer as compras no supermercado e cozinhar no albergue mesmo, o que ocasionou em uma economia absurda, cerca de 11 pounds por dia para 3 pessoas ou seja 4 punds por pessoa por dia.

Visitamos também o museu da criança, com entrada na faixa também, é bem legal e vale a pena visitar, apesar de um ou outro Chuck que tem lá dentro meio assustador.

Se vc gosta de boas fotos, um visual bacana, e não faz muita questão de badalação, Edimburgo é uma ótima dica, como disse anteriormente, foi a cidade mais bonita do nosso pequeno mochilão.

Ps:Algumas fotos…

Belfast!

•Julho 20, 2010 • Deixe um Comentário

Fizemos essa viagem de um modo diferente do que a maioria das pessoas ( turistas) fazem, a idéia original seria alugar um carro ou pegar um day tour aqui de Dublin mesmo, com destino a Irlanda do norte. Porém por diversos fatores nenhuma dessas possibilidades foram concretizadas.

Optamos então por utilizar os serviços do BUSARAS, companhia de ônibus da Irlanda, saímos de Dublin 9 da manha e chagamos 11;15 em Belfast.

Não fomos nem pro famoso Outlet e nem para o Giant Causeway, eu sei erro meu, mas pelo menos aproveitamos a cidade em si.

Se me perguntarem se gostei, sinceramente não sei o que dizer, muito esquisito o lugar, principalmente quando vc entra em dos bairros protestantes ou catolicos, com umas figuras de armas e tals.

Outro ponto, muita gente fala que é bem melhor comprar em Belfast e tal, não vi nada que me fizesse faze-lo, apenas comida lá eu achei mais barato.

Um ponto bacana, foi que vimos onde o Titanic foi construido ( nossa hein!)

Por hoje é só

Bjos e abracos

PS, algumas fotos…

So pra falar desse muro, que divide os protestantes e os catolicos, do lado catolico, eles colocaram doto de todas as pessoas que morreram nesses mais de 30 anos de conflitos.

Fim Da copa, tudo volta ao normal!

•Julho 14, 2010 • 4 comentários

É eu sei que eu to atrasado, a copa ja acabou faz um tempinho já, mas pega nada.

Como todos que moram em Dublin ja puderam perceber, a cidade está cheia de espanhóis, e não sei se vcs sabem mas a Espanha ganhou a copa do mundo e com isso, o que se viu naquele temple bar foi uma festa invejável dos espanhois. Com toda a sua irreverência, que muito me lembra Brasil e Italia também, sacudiram o bairro histórico irlandês, com felicidade apontada na face de cada um. Tenho que reconhecer que não estava torcendo por eles, porém foi muito legal ver a alegria da galera em ganhar pela primeira vez a copa do mundo da Fifa.

No mais tudo na mesma, minha mãe chega essa semana e com ela novas viagens virão, vamos ver no que dá.

Por hoje é só, pra variar vou postar algumas fotos que ainda não foram mostradas aqui…

Bjos e abraços

Ritmo De copa!

•Junho 23, 2010 • 3 comentários

Bem amigos, estamos de volta com mais um post depois de décadas sem atualizar,  a notícia do momento na cidade chama-se “Copa do mundo”, confesso que estava acostumado com todo aquele furor do Brasil onde as ruas eram pintadas, e bla bla bla. Como todos sabem, graças a mão santa de Henry ( que por sinal foi eliminado ontem Bem feito) a Irlanda não se classificou para a copa.

O resultado? Bom assim como os atleticanos de Minas Gerais, eles tem de torcer com a camisa de outros. Sabendo disso o que eu esperava encontrar era uma série de irlandeses dando suporte ao Brasil, não sei se estou tendo falta de sorte nesse quesito, mas tenho encontrados muito Irlandeses-Argentinos ou Irlandeses-Espanhois, mas quase nenhum que esteja torcendo pelo Brasil. Agora o por que disso?

Não sei, acho que eles pensam que nossa seleção não joga bonito ou que o Messi o melhor do mundo, enfim só sei que torcedor brasileiro irlandes são poucos.

No mais tudo certo, vivendo a espectativa de conhecer EDIMBURGO, LONDRES e BERLIM em agosto.

por hoje é só.

PS: vou colocar mais fotos de Galway:

Galway- Cliffs of Moher

•Junho 4, 2010 • 2 comentários

É provavelmente o passeio mais famoso da Irlanda, sempre ouvi muitos elogios sobre o lugar, mas para ser sincero nunca me empolguei muito, pois pelas fotos que eu via apesar de serem muito boas, não me passavam de fato a energia e o visual que os Cliffs possuem.

Já foi considerado uma das sete maravilhas do mundo e realmente o visual lá de cima é demais… Parece realmente coisa de filme, e por mais que tenham fotos boas sobre o lugar, eu ainda não vi uma que realmente mostre a real proporção e principalmente a calma que eles passam

Passamos em outros lugares também, mas nenhum que vale  a pena falar muito, e por falar em falar muito, a parte ruim do passeio ficou por conta do guia que além de não parar de falar, só falava sobre a vida das pessoas da pequena cidade dele. Me senti lendo a revista CARAS…

Ai vão algumas fotos…